Arquivo da categoria ‘Escritorio’

Skype no Debian

Publicado: 28/02/2018 em Administrativo, Escritorio, Multimidia
Tags:

A melhor forma no momento deste post de se utilizar o Skype numa máquina GNU/Linux com Debian foi através do “web skype

Os testes foram feitos através de uma máquina com a seguinte configuração:
Debian 9.3 Stretch
navegador chromium (Version 63.0.3239.84)

Funcionou muito bem: video chamadas, chat, qualidade do som e demais configurações.

Já no navegador Firefox não funcionou tão bem, problemas na video chamada.

Anúncios

O Calibre está no repositório Debian. Assim é muito fácil baixá-lo e instalá-lo. Utilize o Synaptic ou via linha de comando:

# apt-get calibre

Calibre foi pensado para ser uma solução completa de biblioteca eletrônica. Ele inclui um gerenciador de biblioteca, conversor de formatos, conversor de feeds de notícias em e-book assim como recursos de sincronização de leitores de e-book.

Calibre é principalmente um programa catalogador de e-books. Ele gerencia sua coleção de e-books. Ele foi desenhado ao redor do conceito de livro lógico, isto é, uma única entrada no banco de dados pode corresponder a e-books em vários formatos. Ele também dá suporte a conversão de dúzias de diferentes formatos de e-books para LRF e EPUB. Uma interface gráfica para o software de conversão pode ser facilmente acessada simplesmente clicando no botão “Converter e-books”.

No momento da publicação deste post, os formatos de entrada para os quais há suporte são: MOBI, LIT, PRC, EPUB, ODT, HTML, CBR, CBZ, RTF, TXT, PDF e LRS.

Ao executar o Calibre pela primeira vez será necessário ajustar algumas configurações. A primeira etapa consiste em indicar um diretório no qual os seus livros serão armazenados, Pode ser qualquer pasta do computador.

Agora faremos a escolha do fabricante e o modelo do seu leitor de e-books. Certifique-se de selecionar a opção corretamente de acordo com o seu dispositivo leitor, pois é esta informação que determina as opções de conversão do programa. Observe a figura abaixo, onde no meu caso tenho um Kindle PaperWhite:
Calibre - selecionar seu dispositivo de leitura de e-books

O Calibre pode enviar livros automaticamente por email para o Kindle. Para que isso seja possível, é preciso configurar o Calibre corretamente através de seu menu “preferências -> Compartilhando livros por e-mail”. Caso você tenha uma conta no Gmail, pode utilizá-la para esta tarefa. Neste caso, observe a figura abaixo.
Configurar servidor e-mail para o Calibre

Pela figura, realçamos:

  • Servidor de saída (SMTP): 465
  • Nome do Servidor: smtp.gmail.com
  • Conexão de segurança (SSL): ativada

Para enviar os livros para o seu Kindle, selecione os livros que deseja transferir e clique com o botão direito do mouse sobre qualquer um dos livros selecionados, conforme figura abaixo:
Enviar e-books por e-mail utilizando o Calibre

Observação:
Para contas Google permitir a conexão do Calibre, deve-se configurar este servidor para permitir a conexão de aplicativos menos seguros, conforme figuras abaixo:
Google - configurar login e seguranca

Para gerenciar as configurações de acesso à conta e de segurança utilize a URL https://myaccount.google.com/security
Agora, permita conexões menos seguras.
Gmail - configurar conexões menos seguras

Quando não estiver utilizando o Calibre, é recomendável por segurança desabilitar esta permissão.

Utilize o Kindle Cloud Reader. O Kindle Cloud Reader é uma aplicação feita em HTML5, executada diretamente no navegador. Assim, o sistema operacional faz pouca diferença no resultado final. O aplicativo sincroniza a biblioteca que está na sua “nuvem” de seu dispositivo Kindle.

Testei a aplicação utilizando o Firefox e o Chromium numa distribuição Debian. Funcionou sem problemas.

Kindle Cloud Reader

E quais formatos de arquivo que o Kindle lê?
O Kindle permite ler e-books em formato MOBI, PDF e TXT de forma nativa; e DOC, DOCX, HTML e imagens através de conversão. Para converter arquivos, é preciso enviá-los à sua caixa postal da Amazon por e-mail.

É possível colocar livros de outros formatos no Kindle, por exemplo no formato ePubs. Mas deve-se fazer uma conversão. Uma maneira fácil de fazer essa conversão é utilizando o software Calibre (que já está no repositório Debian). O mesmo vale para quadrinhos: o Kindle não tem suporte a arquivos CBR e CBZ, mas você pode convertê-los.

Enjoy.

Links úteis
1- Qual é o melhor formato de arquivo para ler no Kindle?
2- Transfira itens de um computador para o seu Kindle
3- Qual é a diferença entre os formatos de eBook: EPUB, MOBI, AZW e PDF?

1. Introdução
Estamos utilizando aqui a versão Debian 8 (“jessie”).

Os dispositivos UniFi são fornecidos com um software controlador, que permite gerenciar a rede UniFi usando um navegador web. O software com um conjunto de facilidades básicas é gratuito. Mas para ampliar a capacidade de gerenciamento da rede e a sua segurança, módulos softwares adicionais podem ser adquiridos de forma onerosa.

2. Algumas coisas bem básicas
a) ao ligar o equipamento, este assume um amarelo piscante. Isso significa que o mesmo está se inicializando.
b) ao terminar a inicialização, o dispositivo pode ir para a cor amarela (indicando que está precisando ser configurado) ou a cor verde (ou azul, dependendo da versão),quando o mesmo está configurado, entrou na rede e está em operação normal.
c) caso o equipamento apresente um verde piscante (ou azul, dependendo da versão), significa que o mesmo está configurado mas não entrou na rede. Possivelmente o equipamento perdeu comunicação com o roteador/switch principal.

3. A instalação
a) instalar os pacotes relativos ao banco de dados MongoDB:
# apt-get install mongodb-server mongodb-clients

b) Verificar se o serviço está ativo:
$ ps -A | grep mongo
490 ? 00:00:07 mongod
1579 ? 00:00:05 mongod

c) baixar e instlar o software controlador do Ubiquiti:
O mesmo se encontra disponível em https://www.ubnt.com/download/unifi/
No momento desse post, o software baixado estava identificado como “UniFi 5.4.11 Controller for Debian/Ubuntu Linux”:
Filename: unifi_sysvinit_all.deb
Version: 5.4.11
Size: 134MB

Fazer sua instalação:
# dpkg -i unifi_sysvinit_all.deb

Também é possível baixar o controlador diretamente via comando APT, conforme as instruções disponibilizadas pelo fabricante.

d) É interessante seguir as orientações de instalação e utilização do software de controle do UniFi através do seu guia do usuário. Para a versão 5 do software de controle, o guia do usuário pode ser encontrado em https://dl.ubnt.com/guides/UniFi/UniFi_Controller_V5_UG.pdf

e) acessar o software de controle do UniFi através da máquina local da rede em que fora instalado o software, pela URL http://<IP-maquina_local >:8443/ . Seguir os passos determinados. Se o usuário não possui cadastro no fabricante, será solicitado que seja realizado.

f) Para fazer login no software controlador após este estar instalado, será apresentada uma página inicial com o seguinte aspecto:
Tela de login do UniFI

g) após fazer o login inicial no software controlador, será apresentado um dashboard com o seguinte aspecto:
Dashboard inicial do UniFi

h) dentro do software controlador, uma operação essencial deverá ser feita: comandar a atualização do firmware do equipamento UniFi.

i) após configurar as redes (SSID,…), o equipamento deverá apresentar uma cor verde fixa, e pronto para uso.

Referências
Comunidade UniFi

Quando se tenta utilizar o Thunar (que é o gerenciador de arquivos nativo do XFCE) para navegar numa rede windows via protocolo “smb://”, no primeiro momento não se tem sucesso. Quando se clica em “Procurar rede”, recebe-se a seguinte mensagem de erro:

Failed to open "/ on".
Operation not supported.

Para habilitar os protocolos FTP e SMB através do aplicativo Thunar, experimentei duas formas:

a) Através dos pacotes “fusesmb” e “gvfs-backends”
Estes pacotes devem ser instalados. Consequentemente, o Thunar passará a abrir endereços “ftp://” e “smb://” normalmente. Para instalá-los:

# apt-get install fusesmb gvfs-backends

b) Através do plugin VCS do Thunar
Este plugin para o “Thunar file manager” é principalmente utilizado para fazer aintegração do Git e do Subversion dentro deste gerenciador de arquivos. Para instalá-lo:

# apt-get install rabbitvcs-core thunar-vcs-plugin rabbitvcs-cli

Agora é só digitar o protocolo e o caminho da pasta desejada (smb://IPADDRESS/PATH). Como no exemplo:
smb://209.135.119.27/pasta1/

Obs: na distribuição Ubuntu, o pacote gvfs-backends (ou equivalente) é instalada por padrão.

1. Introdução
Ao instalar o Debian 8 (“jessie”) em um laptop HP-Compaq 6710b, observa-se que sua interface wifi ainda não está funcionando e o áudio está na situação “mudo”. Esse post procura contribuir com a solução destes incovenientes.

2. Sobre o wifi
2.1 BIOS
O laptop tem na BIOS uma opção de bloquear a interface wifi. Verifique para que esta opção esteja habilitando o funcionamento do wifi.

2.2 Usar componentes non-free
Adicionar ao arquivo que contém a lista de fontes de pacotes (/etc/apt/sources.list) o componentes non-free. A título de exemplo, a entrada poderia ficar assim:

deb http://ftp.br.debian.org/debian/ jessie main non-free

2.3 Instalar o firmware e reiniciar o computador

# apt-get update
# apt-get install firmware-iwlwifi
# reboot

2.4 Verificar se firmware está instalado e funcionando
Ao reiniciar a máquina, o wifi já deverá estar funcionando. Adicionalmente, verifique:


# lspci -v
10:00.0 Network controller: Intel Corporation PRO/Wireless 4965 AG or AGN [Kedron] Network Connection (rev 61)
	Subsystem: Intel Corporation Device 1000
	Flags: bus master, fast devsel, latency 0, IRQ 46
	Memory at e4100000 (64-bit, non-prefetchable) [size=8K]
	Capabilities: [c8] Power Management version 3
	Capabilities: [d0] MSI: Enable+ Count=1/1 Maskable- 64bit+
	Capabilities: [e0] Express Endpoint, MSI 00
	Capabilities: [100] Advanced Error Reporting
	Capabilities: [140] Device Serial Number 00-21-5c-ff-ff-93-61-dd
	Kernel driver in use: iwl4965

Vemos que se está se utilizando o driver “iwl4965”. Assim, fora instalado o driver e, estando agora a interface wifi funcionando, temos superado o problema da interface wifi.

3. Sobre o áudio
Inicialmente não havia áudio. A razão disso é que o status da interface está em “mudo”. Ative o áudio da seguinte maneira:

# alsamixer
Com o alsamixer, levante o volume do som e digite “M” para sair do modo “mudo”. Pronto, o som deve funcionar.
Obs: se necessário, utilize a opção F6 para selecionar o cartão de áudio.

Por último:
# alsactl store
salvando para o arquivo de configuração o corrente estado do driver relativo ao cartão de som selecionado.

3.1 Ajustes do som
Ajuste os níveis de saída de som e do microfone.
Tela do comando alsamixer

Por último:
# alsactl store
salvando para o arquivo de configuração o corrente estado do driver relativo ao cartão de som selecionado.

3.2 Testar o microfone
Utilizando um fone de ouvido para evitar a microfonia, inserir o seguinte comando:
$ arecord | aplay

Fale e ouça a sua própria voz. Para interromper, CTRL + C.

Referências
1- Instalar driver de Wifi no laptop Lenovo E430 ThinkPad usando Debian
2- Instalar driver de Wifi no laptop HP Pavilion dv2040 usando Debian
3- Entendendo melhor como funcionam os drivers em máquinas Linux

1. Introdução
O desafio era deixar uma máquina com Debian 8 (“Jessie”) poder imprimir numa impressora Lexmark X656de que estava numa rede Windows.

2. Instalar pacotes software
Para isto, faça a instalação dos seguintes pacotes:
# apt-get install system-config-printer cups cups-client smbclient

3. Tentar selecionar driver disponível
Para poder criar a impressora, utilize o seguinte comando:
# system-config-printer

a) Utilizar a opção “Impressora do Windows via Samba”, e fornecer o endereço da impressora e suas informações de autenticação (que devem estar cadastradas através do gerenciamento da rede de dados).

Selecionar impressora

b) A seguir, vamos escolher um driver disponível: selecionar a opção “Selecionar impressora da base de dados”, marcar impressora “Lexmark” e tentar achar o seu driver. O problema acontece aqui: não se acha disponível o driver correspondente a impressora.

Selecionar base de dados

Selecionar base de dados

Escolher o driver correspondente a impressora.

Escolher o driver correspondente a impressora.

4. Baixar e instalar o arquivo PPD
Volte na tela anterior e escolha a opção “Fornecer arquivo PPD”.

Escolher opção -selecionar ppd-

O arquivo PPD para a impressora pode ser encontrado na página oficial da Lexmark na internet. No caso, baixei o arquivo “Lexmark-X656de-Postscript-Lexmark.ppd”

Página da Lexmark na internet

Pronto, a impressora deverá estar acessível da máquina Debian.