Instalar o ExtJs e Sencha Cmd no Debian

Publicado: 08/05/2014 em Linux, Programação
Tags:,

1) Introdução
Ext JS é uma biblioteca publicada sob licença GPL utilizada para a construção de aplicativos web interativos utilizando AJAX, DHTML e DOM. Este framework utiliza a arquitetura MVC como padrão de desenvolvimento, e oferece aos desenvolvedores diversos componentes de UI comuns às principais aplicações comerciais, como grid’s, formulários, botões, combobox, checkbox e outros.

Sencha Cmd é uma ferramenta de linha de comando multi-plataforma que fornece muitas tarefas automatizadas em todo o ciclo de vida completo de seus aplicativos desde a geração de um novo projeto até a sua implantação em produção. Sencha Cmd suporta Sencha Ext JS versão 4.1.1a ou superior e Sencha Touch versão 2.1 ou superior.

O presente post foi testado com as seguintes versões software:
– máquina com arquitetura 64 bits;
– S.O. Linux/Debian 7 (wheezy);
– Sun Java 8: jdk-8u5-linux-x64;
– ExtJS 4.2.1-gpl;
– SenchaCmd-4.0.4.84-linux-x64.

2) Instalar Java e Ruby
Para o java, seguir procedimento descrito no post para instalação Java.
# apt-get install ruby

3) Baixar e instalar ExtJS numa máquina Desktop com interface gráfica e Apache instalado
A versão GPL do ExtJS pode ser baixada de seu sítio oficial:
$ wget -c http://cdn.sencha.com/ext/gpl/ext-4.2.1-gpl.zip

Imediatamente já se pode ver o ExtJS em ação. Estando com o servidor de páginas Apache instalado (para instalar pode ser utilizado como base o post Instalar servidor LAMP (Linux + Apache + PHP + MySQL) no Debian), e supondo como diretório root default do Apache a pasta /var/www, instale o ExtJS a partir deste diretório:

/var/www# unzip ext-4.2.1-gpl.zip
/var/www# mv ext-4.2.1.883/ extjs/

Agora com o navegador, acesse a URL http://localhost/extjs/ para visualizar a documentação e vários exemplos. Alguns exemplos disponíveis que usam Ajax necessitarão estar em um servidor web verdadeiro a fim de funcionarem corretamente.

4) Baixar e instalar Sencha Cmd numa máquina Desktop com interface gráfica

$ unzip SenchaCmd-4.0.4.84-linux-x64.run.zip
$ chmod +x SenchaCmd-4.0.4.84-linux-x64.run
$ ./SenchaCmd-4.0.4.84-linux-x64.run

Será solicitado a pasta para se fazer a instalação. No caso, fiz a indicação de /home/usuario/bin/, fazendo com que a instalação ocorrece em /home/usuario/bin/Sencha/Cmd/4.0.4.84/
Ao iniciar a instalação uma primeira tela será apresentada conforme esta a seguir.

Tela inicial da instalação do Sencha Cmd

Ao final da instalação, a tela abaixo será mostrada.

Tela ao final da instalação do Sencha Cmd

Automaticamente, o processo de instalação gerou no arquivo /home/usuario/.bashrc as seguintes duas entradas:
export PATH=/home/usuario/bin/Sencha/Cmd/4.0.4.84:$PATH
export SENCHA_CMD_3_0_0="/home/usuario/bin/Sencha/Cmd/4.0.4.84"

Ou seja, o caminho já fora colocado na variável de ambiente PATH. Na próxima vez que uma sessão for iniciada (é só fechar e abrir o terminal novamente) este novo PATH passará a valer. Caso não queira fechar e abrir o terminal novamente, uma alternativa seria executar o comando a seguir:
$ source .bashrc

4.1) Verificar o funcionamento
$ sencha help
$ sencha which
$ sencha diag show

– o primeiro comando mostra um help dos comandos disponíveis
– o segundo comando mostra o caminho para a versão corrente instalada do Sencha Cmd
– o terceiro comando mostra as propriedades da configuração corrente.

4.2) Desinstalar

Se necessitar desinstalar o Sencha Cmd, basta executar o comando:
$ uninstall

As duas telas a seguir ilustram o processo: uma mostrada em seu início e a outra confirmando a desinstalação ao final.
Obs: é bom verificar se as duas entradas colocadas no arquivo .bashrc do usuário foram retiradas. Caso contrário, editar o arquivo e retirá-las manualmente. Da próxima vez que for iniciada uma sessão bash o PATH não contará mais com o apontamento para a pasta do Sencha Cmd.

Tela inicial para desinstalação do Sencha Cmd

Tela final de confirmação da desinstalação do Sencha Cmd

5) Arquivo de configuração do Sencha
O arquivo primeiro de configuração do Sencha Cmd é o /home/usuario/bin/Sencha/Cmd/4.0.4.84/sencha.cfg, que é o primeiro arquivo de configuração lido quando o Sencha Cmd é iniciado. Similar ao Apache Ant (no qual muitos dos aspectos do Sencha Cmd são baseados), a sua configuração é aplicada através do modelo “first-write-wins”. Isto é essencial para permitir que valores das propriedades possam ser reescritas através da linha de comando do usuário. O processo de carga da configuração começa pela busca no diretório corrente e continua até o Workspace. Em termos práticos, as propriedades de configuração mais importantes são aqueles passadas ​​na linha de comando. Estas irão substituir as propriedades provenientes de qualquer dos outros arquivos anteriores.
Para saber mais sobre os arquivos de configuração do Sencha Cmd vide documentação em Advanced Sencha Cmd.

6) Estrutura do comando no Sencha Cmd
Todas as facilidades proporcionadas pelo Sencha Cmd estão organizadas em categorias (ou módulos) e comandos:

$ sencha [category] [command] [options...] [arguments...]
$ sencha help [command] [category]

Exemplos de comandos básicos:
$ sencha help app
$ sencha help generate
$ sencha help config
$ sencha help generate app
$ sencha -sdk extjs generate app -p p_gerar -n nova myapp

Obs: neste último comando, as pastas “p_extjs” e “p_gerar” estão abaixo da pasta corrente.

Deixe um comentário, pois isto é muito motivante para continuarmos este trabalho

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s