SSHFS – Montando sistema de arquivos remotos via SSH

Publicado: 23/11/2013 em Programação, Serviços IP
Tags:,

SSH é um protocolo seguro para comunicações entre máquinas que utiliza conexões encriptadas. SSHFS é uma ferramenta que usa o SSH para habilitar a montagem de filesystem remoto na máquina local.

1. Instalação

# apt-get install sshfs
# modprobe fuse // carregar o módulo fuse

Obs:
a) o sshfs tem dependência do FUSE 2.2 (ou posterior) e do Glib2.0 (ou posterior). Caso o módulo fuse não esteja carregado uma mensagem de erro será mostrada:
fusermount: fuse device not found, try ‘modprobe fuse’ first
b) módulo fuse: adicione os usuários que poderão utilizar o sshfs, pois originalmente somente o usuário root tem esta permissão. Para isto adicione os usuários desejados ao grupo fuse com o seguinte comando:
# gpasswd -a nome-usuario fuse
c) caso o usuário não esteja no grupo fuse e tente usar o aplicativo sshfs, uma mensagem de erro será mostrada no seguinte formato:
fuse: failed to open /dev/fuse: Permission denied
d) os comandos “gpasswd” só terá efeito na próxima sessão do usuário. Assim, se o usuário estiver logado, deve sair de sua sessão e entrar novamente.

2. Fazendo uso do sshfs

a) montar o diretório remoto
$ sshfs usuario-remoto@ip-servidor:/caminho-pasta-remota pasta-local/

b) desmontar o diretório remoto
$ fusermount -u pasta-local/

Originalmente, o sshfs permite que apenas o usuário que realizou a montagem tenha acesso aos arquivos dentro da pasta local. Se você deseja que todos os usuários do sistema tenham acesso, adicione o parâmetro “-o allow_other”, como em:

$ sshfs usuario-remote@ip-servidor:/caminho-pasta-remota /pasta-local -o allow_other

3. Keep Alive
A sessão SSH será automaticamente desconectada se ela ficar “idle”. Para manter a conecção ativa (“alive”), adicione em ~/.ssh/config (ou em /etc/ssh/ssh_config) na máquina cliente:

ServerAliveInterval 20

Isto fará com que seja enviado um sinal de “keep alive” para a máquina servidora a cada 20 segundos. Este valor pode ser alterado, por exemplo, um valor comumente utilizado é 120.

Obs:
– no caso de conexões ruins, você pode tornar a montagem mais robusta adicionando as opções “-o reconnect” e “-o sshfs_sync“. Elas fazem com que o sshfs tente restabelecer a conexão automaticamente sempre que ela for perdida e sincronize as operações de escrita, minimizando assim a possibilidade de perda ou de corrupção dos arquivos devido a quedas na conexão.

Referências:
Usando o sshfs
How to mount a remote ssh filesystem using sshfs

Deixe um comentário, pois isto é muito motivante para continuarmos este trabalho

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s