Instalar – montar – HD externo no Debian

Publicado: 13/05/2010 em Escritorio, Hardware, Linux
Tags:,

Conecte o HD externo na porta USB. Verifique qual a controladora associada. Efetue o comando “ dmesg|tail -n 20“, que deverá apresentar uma saída da seguinte forma:

[ 115.746488] Initializing USB Mass Storage driver…
[ 115.748780] scsi0 : SCSI emulation for USB Mass Storage devices
[ 115.748967] usbcore: registered new interface driver usb-storage
[ 115.748972] USB Mass Storage support registered.
[ 115.782622] usb-storage: device found at 2
[ 115.782627] usb-storage: waiting for device to settle before scanning
[ 120.780353] usb-storage: device scan complete
[ 121.084055] scsi 0:0:0:0: Direct-Access Samsung S2 Portable PQ: 0 ANSI: 2 CCS
[ 121.169501] Driver ‘sd’ needs updating – please use bus_type methods
[ 121.174267] sd 0:0:0:0: [sda] 625131864 1024-byte hardware sectors (640135 MB)
[ 121.175218] sd 0:0:0:0: [sda] Write Protect is off
[ 121.175224] sd 0:0:0:0: [sda] Mode Sense: 3c 00 00 00
[ 121.175227] sd 0:0:0:0: [sda] Assuming drive cache: write through
[ 121.176563] sd 0:0:0:0: [sda] 625131864 1024-byte hardware sectors (640135 MB)
[ 121.177476] sd 0:0:0:0: [sda] Write Protect is off
[ 121.177481] sd 0:0:0:0: [sda] Mode Sense: 3c 00 00 00
[ 121.177484] sd 0:0:0:0: [sda] Assuming drive cache: write through
[ 121.177491] sda: sda1
[ 121.563874] sd 0:0:0:0: [sda] Attached SCSI disk
[ 122.085425] FAT: utf8 is not a recommended IO charset for FAT filesystems, filesystem will be case sensitive!

Pela resposta, ele reconheceu um storage Samsung conectado na usb, e a controladora associada é a sda.

Também podemos verificar se o dispositivo existe no Sistema Operacional, ou seja se o kernel reconheceu o driver do dispositivo USB como drive do HD. Executar o comando como root “fdisk -l“, e cuja resposta deverá ser algo do tipo:

Disk /dev/sda: 640.1 GB, 640135028736 bytes
255 heads, 63 sectors/track, 38912 cylinders
Units = cilindros of 16065 * 1024 = 16450560 bytes
Disk identifier: 0x7c1869eb

Dispositivo Boot Start End Blocks Id System
/dev/sda1 1 38912 625121216 c W95 FAT32 (LBA)

O kernel reconheceu o driver do dispositivo, que tem uma tabela de partição do tipo FAT32.

A etapa seguinte consiste em particionar e depois formatar o HD.

Partições são divisões existentes no disco rígido que marcam onde começa e onde termina um sistema de arquivos. Por causa destas divisões torna-se possível ter mais de um sistema operacional (SO) no mesmo computador (como o GNU/Linux e Windows). Os programas mais conhecidos para particionamento de discos no GNU/Linux são fdisk, cfdisk e o Disk Druid.

Após particionado, o disco deve ter suas partições formatadas. Um sistema de arquivos é criado durante a “formatação” da partição de disco. Para formatar, deve-se usar o comando mkfs.ext3 (onde será criado um sistema de arquivos ext3).

Um sistema de arquivos refere-se à forma como os dados são armazenados, organizados e acessados pelo SO. É um artifício exigido pelo SO, e não pelo hardware da máquina. Os tipos de sistemas de arquivos GNU/Linux mais conhecidos são Ext3, Ext2, XFS e ReiserFS. Já para o MS-Windows, são utilizados os tipos FAT16, FAT32 e NTFS.

Após criada e formatada, a partição será identificada como um dispositivo no diretório /dev.

Assim, utilize o comando….

fdisk -u /dev/sda

ou

cfdisk /dev/sda

Após, formate a partição através do comando mkfs.ext3 /dev/sda1 (bem como também as outras partições Linux que foram criadas).

Cuidados adicionais:
1- Com relação ao cabo do PC-HD externo:
Muitas vezes quando o HD exerno vem com um cabo em Y, é porque o HD precisa de uma maior amperagem para funcionar. Para ligar, a ponta que fica mais afastada, você liga no HD Externo (USB B); as outras devem ser ligadas em 2 portas USB de seu PC (USB A).

2- Com relação ao cabo do PC-HD externo (2):
Cuidado com o cabo USB. Existe diferença de funcionamento entre cabo USB 1.0 e cabo USB 2.0. O cabo USB 2.0 é mais grosso, mais blindado. Outra coisa, evite cabos muito baratos, que são, em geral, mal feitos. O cabo é uma peça importante no funcionamento do HD externo. Veja que a USB1.1 tem transferência de dados de 12Mb/s, enquanto que a USB 2.0 tem taxa de 480Mb/s (40 vezes mais rápido).

3- Quanto à privilégios de escrita:
Ao particionar e formatar o HD externo com um sistema de arquivos ext3, o sistema de arquivos guarda inicialmente priviégios de Read only para os usuários. Ou seja, os usuários não poderão escrever no disco. Para mudar isto, este privilégio deve ser modificado através do comando chmod. Siga os seguintes procedimentos:
a) com o HD-externo conectado e montado, veja em que pasta foi feita a montagem. Isto pode ser facilmente verificado através do navegador de arquivos. No meu caso em /media/disk-1.
b) veja quais os privilégios de disk-1, através do comando ls -la:
# ls -la
cuja possível resposta poderia ser:

drwxr-xr-x 3 root root 4096 Mai 14 15:06 disk-1

No caso, pode-se ver que o usuário só tem privilégios de leitura. Neste caso, continue o procedimento.

c) Mude os privilégios através do comando chmod:
# chmod 777 /media/disk-1
Agora o usuário poderá escrever no disco. Esta informação de permissão de escrita no HD externo ficará guardada no sistema de arquivos do HD-externo. Da próxima vez, não haverá necessidade de repetir este procedimento.
OBS: o dispositivo EXTERNO é montado automaticamente PARA o usuário que o está montando. Se montá-lo como usuário XXX, só o XXX poderá escrever nele. Outros usuários não terão acesso a ele. No caso acima, a montagem é realizada pelo root (conforme vemos pois ele tem todos os privilégios).

Para TODOS usuários terem acesso, deve ser um dispositivo montado via /etc/fstab ou comando mount com as opções de escrita e leitura para todos (veja em man fstab ou man mount). Porém não vai deixar nenhum usuário desmontá-lo (só o root).

Outras referências:

1- Como configurar um HD externo Usb ou pen drive no Kubuntu e ubuntu.
2- Montar disco externo com permissão de escrita para usuarios

About these ads
Comentários
  1. Alexandre disse:

    Bom dia amigo !

    Gostaria de informações para adicionar um HD sata de 160 só para armazenar dados, tenho um hd de 80 com linux debian lenny e swap e a de 160 que irei deixa configurado no samba desde já agradeço a ajuda

  2. stephany disse:

    po, legal aê

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s